fbpx

Você sabe qual a diferença entre Vendas Online e Vendas Offline

A cada dia, cresce o número de usuários da internet e surgem novas ferramentas e formas de fazer negócio. Ao longo desse texto, explicaremos a diferença entre vendas online e vendas offline, como vendas offline podem oferecer conhecimento para as vendas online e como as ferramentas da internet podem favorecer as vendas offline.

Continue lendo para saber mais.

Vendas Online e Vendas Offline: entenda a diferença de uma vez por todas

Segundo a pesquisa We Are Social, nos últimos 5 anos, o número de usuários de internet subiu de 110 milhões para 149 milhões.

Esse uso intensivo significou a mudança do comportamento de consumo e afetou as relações de compra e venda.

Com a internet, surge a ideia de vendas online: são aquelas que acontecem em grandes marketplaces que reúnem compra e venda, em lojas virtuais com site próprio ou nas mais diferentes redes sociais, dentre outras possibilidades online.

Em consequência, as vendas feitas de formas tradicionais, ou seja, em lojas físicas, shoppings, centros comerciais ou mesmo por televendas, são o que chamamos de vendas offline.

Vender online e vender offline: é a mesma coisa?

A resposta é não. Mas, ao mesmo tempo, você pode enxergar vendas online e offline como partes de uma coisa só. Afinal, seu objetivo é conquistar clientes, estejam eles dentro ou fora da internet.

Uma estratégia muito comum de marketing é a metodologia AIDA. Ela trata de Atenção, Interesse, Desejo e Ação. E, tanto em vendas online quanto em vendas offline, é preciso atrair o cliente, manter seu interesse, despertar o desejo de compra do produto e obter a ação de compra.

A internet é uma nova realidade e quem deseja se manter no mercado precisa se adaptar. Hoje, o e-commerce constitui uma atividade do tipo faça-ou-morra. Não se trata mais de uma alternativa, mas de uma necessidade para se manter.

Mesmo empresas que não pretendem vender online precisam compreender as ferramentas na internet para conhecer melhor seus consumidores e captar a atenção de clientes.

De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Varejo e Consumo (ABVC), os consumidores não enxergam o meio de compra, eles enxergam a marca, por isso uma empresa que deseja se tornar mais competitiva precisa investir na relação com o cliente.

Realmente, não se trata do meio de compra, mas da conveniência: que cliente escolheria, em sã consciência, pagar mais caro e com menos facilidade de pagamento? É preciso despertar o interesse do seu cliente e convencê-lo a comprar na sua loja.

Dentre as diferenças que podemos apontar entre vender online e offline, temos a mudança no comportamento de consumo, a necessidade de inovar e investir em tecnologia e a comunicação com as pessoas.

O novo perfil de consumidor é mais exigente e utiliza ferramentas de comparação de preços. É um comprador que sabe que tem opções. Por isso, uma empresa precisa criar estratégias para seduzi-lo e conquistá-lo.

Por sua vez, isso nos leva à necessidade de inovar e investir em tecnologia e se comunicar. Quem quer vender online precisa de uma plataforma de vendas atraente, de presença digital e de comunicar a marca para construir uma relação com o cliente.

Concluindo, as vendas offline oferecem conhecimento para as vendas online na medida em que estratégias que sempre foram utilizadas podem ser adaptadas para a nova realidade. Por outro lado, as ferramentas online também oferecem informação mesmo para quem não deseja vender na internet.

O importante é ter em mente que você não pode ficar parado. É preciso se atualizar, se transformar para atender ao novo contexto, que traz um novo perfil de cliente e novos desafios.

Quer saber como sua TI pode ser mais eficiente?

Relacionados